Transformação digital nos Serviços

Já vimos como a transformação digital pode ajudar a hotelaria, a restauração e o comércio, mas como pode a transformação digital, no sector dos Serviços, ser usada a seu favor e melhorar a experiência do cliente? 

“Serviços” é um termo usado para designar uma indústria muito vasta. Podemos falar dos serviços públicos, como tribunal e finanças, podemos falar de prestação de serviços de pequenas empresas como canalização ou electrónicos , ou serviços de grandes empresas em bens de consumo como electricidade, gás ou até mesmo telecomunicações. 

Os bens desta indústria têm em comum sofrerem a procura do público com muita especificação. Ou seja, se procuramos um restaurante ou hotel por lazer, apenas procuramos as finanças ou a empresa de eletricidade para resolver um determinado problema, seja ele adquirir um novo serviço ou adaptar um já existente

Esta indústria peca no geral pelos massivos tempos de espera presenciais, então também neste setor, 97% dos consumidores buscam a solução Online para combater esta “perda de tempo”. A verdade é que ainda há uma grande lacuna na presença online: alguns assuntos só se resolvem presencialmente, mesmo para operações mais ‘simples’. Assim aprimorar os serviços web torna-se de grande relevância e um site bem construído e lógico pode constituir uma excelente arma para a credibilidade.

Já presencialmente, neste sector, torna-se importante escalar os assuntos pelos quais as pessoas procuram o serviço, também para quantificar a afluência das mesmas e a quantidade de pessoal necessário. 

Com uma solução automática de gestão, esta tarefa torna-se possível: à entrada o cliente dirige-se ao ecrã que distingue os serviços: é-lhe atribuído uma numeração e sabe quando tempo estimado terá de esperar. Esta acção já é uma resposta, mesmo que indirecta, à procura feita.

Por outro lado, internamente é importante garantir sistemas a funcionar a 100%, a fim de prestar o atendimento eficaz e ter um bom serviço inerente: serviço de Internet fiável, um bom sistema de facturação e contratação de suporte técnico para suporte à estrutura informática electrónica. 

Exemplos de necessidades base por tipo de negócio:

  • Serviço de senhas: lojas de atendimento ao público, a fim de filtrar o mesmo;
  • Serviços de SMS: negócios de manutenção ou saúde, a fim de confirmar marcações e consultas. 
  • Ferramentas de email e documentação Online: todas empresas, a fim de comunicar interna e externamente e gerir tarefas. 
  • Serviço de Internet e website: todas as empresas também , a fim de ter presença online e rede interna funcional. 
  • Formulários digitais: serviços de manutenção ou renting, a fim de recolher dados do cliente para tratamento. 
  • Sistema de facturação: todas as empresas. É de obrigatoriedade legal facturar todos serviços cobrados. 
  • Gestão de frotas: para gestão de serviço de entregas, frota própria ou transporte de passageiros. 
  • Monitorização de elevadores, câmaras de segurança e sistemas eléctricos: para negócios com instalações próprias. 

Algumas soluções digitais já aplicadas aos negócios reais, e que transformaram a maneira que estes se posicionaram no mercado :

  • A Carris faz uma gestão dos seus meios de transporte em tempo real;
  • A Ikea dá-nos a possibilidade de decorar a nossa casa através da realidade aumentada ;
  • Cascais adotou o Smart Forest, o projecto piloto para monitorizar áreas verdes contra incêndios. 
  • A Hubel monitoriza as suas plantações digitalmente. 

É importante a análise caso a caso: se cada prestador de serviço é único, a solução que pode adotar deve ser à sua medida. É dentro daquilo que pode ser básico, como ter Internet ou ferramentas de e mail, à que encontrar o que realmente pode fazer a diferença no seu negócio e que faz sentido para si. 

Acha que não é possível aplicar o que procura? Então ESTE artigo é para si. 

Tem um desafio que gostaria de expôr? Comente aqui! 

Deixe um comentário